Este website usa cookies para melhorar a navegação dos nossos utilizadores. Ao navegar no site estará a consentir a sua utilização. Fechar ou Saber Mais
Temos 29 visitantes online, total de visitas: 87.264

História

Enquadramento Histórico e Cultural 


Tregosa, Orago Santa Maria, era uma abadia da apresentação da Mitra.
Tregosa foi outrora conhecida por Trebousa, Tragosa e ainda pela denominação de Torgoosa que assim viria de torgo, raiz, nome de planta espécie de urze. Esta povoação vem nas inscrições de 1220 com a designação “De Sancta Maria de Torgoosa”, de Terra de Neiva.
A povoação de Tregosa, situada na bacia orografia do Neiva, parte em planície, parte na encosta norte e nordeste do monte Arefe, é banhada pelo Rio Neiva, que a atravessa. Existem duas pontes sobre este rio nesta povoação, a velha reconstruída em 1905 e a nova construída mais recentemente para nela passar a estrada de Barroselas a Durrães.
De acordo com os últimos Censos, tem uma população que ultrapassa os 600 habitantes distribuídos pelos diversos lugares da povoação: Ponte, Além do Rio, Igreja, Devesa, Aldeia, Sobreiros, Casais, Montizelo, Lage e Freixieiro.
De características agradavelmente rurais, a sua actividade económica assenta fundamentalmente na agricultura, surgindo com menores índices a indústria e o comércio.
Santa Maria, sob a invocação de Senhora do Ó, é a distinta Padroeira de Tregosa, contando com cerimónias religiosas no segundo Domingo de Outubro. Há ainda nesta povoação festividades em honra do senhor, da senhora do Calvário e ainda o Festival Folclórico que atrai numerosos forasteiros à povoação.
Atractiva ainda pelo seu artesanato, encontra noutros motivos dignos de visita e apreciação na área da monumentalidade onde sobressaem várias Capelas, três Cruzeiros, o Nicho de santo António do Penedo a as Alminhas da Ponte.